jusbrasil.com.br
29 de Maio de 2020
    Adicione tópicos

    MP pede à Polícia Militar informação sobre o combate à criminalidade em rodovias

    O coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias Criminais (Caocrim), do Ministério Público, promotor de Justiça Bertrand de Araújo Asfora, encaminhou nesta quinta-feira (3), ofício ao comandante-geral da Polícia Militar da Paraíba, coronel Euller de Assis Chaves, em que pede informações a respeito da fiscalização itinerante anunciada pela corporação para substituir os postos fixos da Operação Manzuá, implantada no Estado na década de 80 como ferramenta de combate à criminalidade nas estradas.

    Ao anunciar a extinção da Operação Manzuá, há cerca de dois meses, os gestores da Segurança Pública paraibana anunciaram que esse tipo de fiscalização seria realizado de forma itinerante, o que se constituiria em “fator surpresa” nas rodovias estaduais e nas federais que cortam a Paraíba. Esse trabalho visaria, a exemplo do antigo sistema, principalmente o combate ao roubo de veículos, ao tráfico de drogas e apreensão de armas.

    Diante dessa mudança, a coordenação do Caocrim do Ministério Público tem como finalidade, ao encaminhar pedido de informação ao comando-geral da Polícia Militar, saber como funciona o novo sistema de fiscalização com o propósito, conforme explicou o próprio promotor Bertrand Asfora, de ampliar a sua contribuição no combate à criminalidade nas estradas paraibanas.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)